Ministério do Esporte Com três cidades pré-selecionadas, Ministério do Esporte e ITC anunciam em 19 de abril sede do 1º Mundial Indígena
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Com três cidades pré-selecionadas, Ministério do Esporte e ITC anunciam em 19 de abril sede do 1º Mundial Indígena

Foto: Francisco MedeirosFoto: Francisco MedeirosO Ministério do Esporte e o Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC) anunciarão no dia 19 de abril – data em que se comemora o Dia do Índio – a cidade-sede da primeira edição mundial dos Jogos dos Povos Indígenas. Esta semana começaram as visitas técnicas às candidatas pré-selecionadas por localização - na Região Amazônica - para receber o evento, previsto para julho de 2015. Palmas e as cidades paraenses de Marabá e Belém estão no páreo. O lançamento oficial dos jogos deve acontecer em agosto deste ano. 
 
“Durante nossa visita, estreitamos os laços com os gestores municipais das cidades candidatas e fizemos uma apresentação detalhando a programação dos jogos, quando explicamos as obrigações da cidade-sede. Em seguida, entregamos  o modelo do projeto e a lista de exigências aos prefeitos, que têm até 7 de abril para apresentar suas propostas”, informou Andrea Ewerton, diretora de Desenvolvimento de Políticas Públicas e Programa Intersetoriais, do Ministério do  Esporte.
 
Acompanhada pelo diretor do Comitê Intertribal, Carlos Terena, Andrea Ewerton foi recebida nesta terça-feira (25.03) pelo prefeito de Marabá, João Salame. A equipe conheceu possíveis estruturas esportivas para receber o mundial indígena: o Centro de Iniciação Esportiva, a praia do Tucunaré, os estádios Zinho de Oliveira, o municipal em construção, e o ginásio de esporte Renato Veloso.
 
“É muito importante estar entre as três cidades pré-selecionadas pelo Ministério do Esporte, principalmente pela localização, na região da Amazônia, com nossa natureza exuberante e nossos equipamentos esportivos, afirmou, orgulhoso, João Salame. Em seguida, o prefeito assumiu um compromisso. “Vamos nos organizar para que nosso projeto esteja a contento e que possamos realizar o mundial indígena da melhor forma possível.”
 
Na segunda (24.03) foi a vez de Palmas receber a visita da equipe. O prefeito Carlos Amastha, acompanhado pelo presidente da Fundesportes, tenente Cleyton Alen, recepcionou Andrea Ewerton e Carlos Terena na  sede da diretoria de meio ambiente. O encontro reuniu gestores municipais, representantes do governo do estado, da  Universidade Federal do Tocantins, e atletas indígenas, que assumiram o empenho em colaborar na realização dos jogos.
 
Reunião em Palmas. Foto: Antônio Gonçalves/Fundesportes-PalmasReunião em Palmas. Foto: Antônio Gonçalves/Fundesportes-Palmas
Depois a comitiva visitou a escola Padre Jósimo, o Centro de Convenções, o Parque Cesamar, o Espaço Cultural, as praias da Graciosa e das Arnos, além do braço do Ribeirão Taquaruçu, onde está prevista a instalação da Raia Olímpica de Canoagem. Ao apresentar as obras de reforma na cidade, Carlos Amastha defendeu a candidatura de Palmas. “Além de uma maravilhosa localização, mobilidade, e o lago, temos a vontade de fazer. Contem conosco”, argumentou.
 
Capital paraense – Nesta quarta-feira (26.03) será a vez de Belém receber a visita do Ministério do Esporte e do Comitê Intertribal. O encontro com o prefeito Zenaldo Coutinho e gestores municipais será às 9h, no Palácio Lemos, Praça Dom Pedro II, cidade Velha. À tarde, está programada a visita aos possíveis locais dos jogos. 
 
Jogos Mundiais Indígenas – A primeira edição dos Jogos Mundiais Indígenas foi aprovada no ano passado, durante a realização dos  Jogos dos Povos Indígenas, em Cuiabá. No evento, líderes estrangeiros de 17 países - incluindo o Brasil - e índios de 48 etnias nacionais reuniram-se com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e com o coordenador-geral de políticas esportivas indígenas, Rivelino Macuxi,  para discutir a primeira versão do mundial.
 
 
Carla Belizária
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook
 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla