Ministério do Esporte Futebol Feminino
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte
A Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor é responsável por várias ações que irão contribuir para o melhoramento do futebol como um todo no Brasil, entre elas o incentivo a uma cultura de respeito aos direitos do torcedor. 

Informações: (61) 3217-1778 E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Futebol Feminino

 
O Ministério do Esporte está estruturando o futebol feminino no Brasil. O primeiro passo foi tomado pelo ex-ministro Aldo Rebelo, em dezembro de 2011, quando empossou como coordenadora de futebol feminino a ex-jogadora da seleção brasileira Michael Jackson. Em fevereiro de 2012 foi criado um grupo de trabalho para discutir soluções e buscar melhorias para o futebol feminino.
 
Desde então, o Ministério do Esporte possibilitou a realização de três Copas Libertadores da América de Futebol Feminino no Brasil. A primeira, em 2012, foi realizada em Pernambuco. A segunda, após articulação da Secretaria de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), foi disputada na cidade de Foz do Iguaçu (PR), em 2013. No ano seguinte, novamente com o apoio do Ministério do Esporte, a competição continuou no Brasil, tendo como sede São José dos Campos (SP).
 
Outra grande conquista para a modalidade foi a realização do Campeonato Brasileiro em 2013, algo que não acontecia desde 2001. O torneio contou com o patrocínio de R$ 10 milhões da Caixa Econômica Federal e o apoio do Ministério do Esporte. Em 2014, o incentivo se repetiu e a competição voltou a acontecer.
 
 
Além disso, o Ministério do Esporte também fortalece a formação de base da categoria e investe na realização de campeonatos escolares Sub 17 e da Copa Brasil Universitária de Futebol Feminino (CBUFF). A primeira edição da CBUFF, realizada em 2014, teve investimento do governo federal de mais de R$ 2 milhões. Em 2015, o apoio cresceu e os recursos aplicados no torneio foram de R$ 2,475 milhões.
 
No apoio direito às jogadoras, o Ministério do Esporte beneficia 137 atletas do futebol feminino, por meio do programa Bolsa Atleta, com investimento anual de R$ 2,52 milhões. Pelo Plano Brasil Medalhas, as 22 jogadoras da seleção brasileira são beneficiadas.
 
 
Por fim, visando o desenvolvimento do esporte e fortalecimento das seleções, o Ministério aprovou, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, projeto para construção do Centro de Excelência de Futebol Feminino em Foz do Iguaçu (PR). A instalação sediará treinamentos de times e seleções de futebol feminino.
 

» Acompanhe as notícias sobre o futebol feminino

Futebol Feminino

 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla