Ministério do Esporte Alunos do PST conhecem cultura indígena em aldeia de São Miguel do Iguaçu (PR)
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Alunos do PST conhecem cultura indígena em aldeia de São Miguel do Iguaçu (PR)

A comunidade indígena Tekoha Ocoy, localizada a 15 km da cidade paranaense de São Miguel do Iguaçu, recebeu no dia (17.04) a visita de 400 crianças do Segundo Tempo (PST), programa de inclusão social do Ministério do Esporte. Elas tiveram a oportunidade de participar da 12ª edição da Semana Cultural Indígena que acontece há 12 anos na aldeia, em comemoração ao Dia do Índio - 19 de abril.

Para os alunos do PST, o passeio trouxe conhecimento da cultura indígena, e principalmente o histórico dessa comunidade, que teve parte de suas terras alagadas pelo Lago de Itaipu, com a construção da hidrelétrica. Hoje eles ocupam uma faixa de terra de 256 hectares, às margens do lago, onde vivem 700 pessoas que compõem as 150 famílias que falam o guarani.

A beneficiada pelo programa Angélica Casagrande, 13 anos, aluna do 9º ano, afirmou já conhecer a aldeia, mas fez questão de repetir o passeio para participar das oficinas e aprender a usar o arco e flecha, instrumento que fez o maior sucesso entre alunos e professores, e foram adquiridos por eles para treinar em casa. "Eles são bem organizados, a cultura é diferente da nossa e a pintura tem significados diversos", disse.

A Semana Cultural em São Miguel atraiu alunos de escolas públicas e particulares da região, que aproveitaram a ocasião para conhecer a aldeia, participar das oficinas de artesanato, pintura facial, culinária, danças típicas, e também as plantas medicinais, as lendas e os costumes daquela tribo. Houve ainda apresentações de teatro, palestras, trilha ecológica e  ensinamentos dos pajés e caciques da aldeia.

Segundo a coordenadora do programa em São Miguel do Iguaçu, Franciele Cheuczuk, o passeio foi muito bem aceito pelos alunos, que ficaram admirados com as apresentações culturais e a diversidade do artesanato indígena. "O passeio contribuiu com o conhecimento de nossos beneficiados, ajudando-os a respeitar e preservar as aldeias indígenas, pois foram eles que habitavam e cuidavam de nosso país antes dos colonizadores chegarem aqui", concluiu a coordenadora.   


Cleide Passos
Foto: Divulgação

Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla