Ministério do Esporte Ex-ginasta olímpica, Luisa Parente assume a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações:  (61) 3217-1875E-mail:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ex-ginasta olímpica, Luisa Parente assume a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem

A ex-ginasta olímpica Luisa Parente assinou nesta quinta-feira (08.08), em Brasília, o termo de posse como a nova secretária nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD).

Luisa Parente, na ABCD, em Brasília: nova secretária tomou posse nesta quinta-feira (08.08). Foto: Luiz Roberto Magalhães/Ministério da CidadaniaLuisa Parente, na ABCD, em Brasília: nova secretária tomou posse nesta quinta-feira (08.08). Foto: Luiz Roberto Magalhães/Ministério da Cidadania

Nascida no Rio de Janeiro, Luisa, 46 anos, iniciou a carreira como atleta de ginástica artística aos 6 anos, no Clube de Regatas do Flamengo. Ao longo dos 16 anos em que competiu, participou de torneios no Brasil e no exterior, tendo sido campeã brasileira em todas as categorias que disputou: mirim, infantil, infanto-juvenil e adulto. Mais do que isso, foi a primeira ginasta brasileira a participar de duas Olimpíadas consecutivas, em Seul 1988 e Barcelona 1992. Também se tornou a primeira brasileira a conquistar duas medalhas de ouro na ginástica artística em Jogos Pan-Americanos, em Havana 1991, no salto e nas barras assimétricas.

A nova secretária da ABCD encerrou a carreira esportiva aos 22 anos, nos Jogos Pan-Americanos de Mar Del Plata (1995), na Argentina. Depois disso, formou-se em educação física pela Universidade Gama Filho e em direito pela Universidade Candido Mendes.

Em 2016, Luisa Parente passou a atuar como membro do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem. Seguiu no TJD-AD até sua nomeação como secretária. Para ela, o trabalho no tribunal foi enriquecedor e a ajudará a compreender melhor a função que desempenhará na ABCD.

“Fiquei muito honrada com o convite. Aceito como um desafio e espero poder contribuir com toda a minha experiência de atleta, de advogada e de auditora do Tribunal de Justiça Antidopagem”, disse a campeã pan-americana.

Luisa é a terceira atleta de destaque a assumir a ABCD. Antes dela, Rogério Sampaio, campeão olímpico de judô em Barcelona 1992, e Emanuel Rego, campeão olímpico do vôlei de praia em Atenas 2004, atuaram como secretários.

“Eu agradeço a todos os antecessores. A ABCD já é muito consistente e opera a todo vapor. Claro que tentamos imprimir um pouco da nossa personalidade. Acho que a oportunidade que terei será essa, de dar um pouquinho da minha visão como atleta e como mulher também. Certamente a ABCD tem um histórico muito bom e uma equipe fabulosa, de pessoas que trabalharam desde o início e que merecem todo o nosso apoio”, elogiou.

Luisa Parente, na assinatura do termo de posse como secretária da ABCD. Foto: Luiz Roberto Magalhães/Ministério da CidadaniaLuisa Parente, na assinatura do termo de posse como secretária da ABCD. Foto: Luiz Roberto Magalhães/Ministério da Cidadania

Ela também falou sobre como sua atuação no TJD-AD contribuirá para o trabalho à frente da ABCD. “O julgamento em si é a última parte do processo, uma etapa que a gente teria até que evitar ao máximo. O ideal é prevenir, fazer toda a operação e não encontrar resultados analíticos adversos. Mas, encontrando, ele segue o trâmite de julgamento, e era isso que nós realizávamos no TJD-AD. Foi uma experiência importante e que me deu a visão dessa esfera, da qual a ABCD também faz parte, assim como o atleta, a equipe de apoio, de defesa, e os julgadores”, explicou.

Outro ponto positivo, além do fato de ser uma ex-atleta do alto rendimento, é que os cursos de educação física e de direito permitem a Luisa se identificar com outros aspectos importantes que vão nortear sua atuação na ABCD, seja no aspecto de levar a informação aos estudantes e profissionais de educação física, seja nas questões legais que a entidade deve tratar em seus processos.

“Essa minha bagagem me dá uma visão global. Poder unir a parte técnica do esporte com a parte jurídica, já que a gente sabe que a ABCD lida muito com regras, com normas, com padrões internacionais e também com a nossa legislação. Me dá a possibilidade de estar mais atenta a todos os detalhes para seguir a linha mais correta de atuação”, reforçou a nova secretária da ABCD.

Luiz Roberto Magalhães - Ministério da Cidadania  

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla