Ministério do Esporte ABCD faz visita técnica ao Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD)
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações:  (61) 3217-1875E-mail:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

ABCD faz visita técnica ao Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD)

Integrantes da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) fizeram uma visita técnica ao Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), nos últimos dias 4 e 5 de julho. Na ocasião, a comitiva teve a oportunidade de visitar as instalações do laboratório, fortalecer a parceria e participar de atividades relacionadas ao prazo de liberação de resultados e ao armazenamento de amostras. 
 
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
 
“Tivemos uma troca de informações muito grande e muito interessante. Apesar de a ABCD e o LBCD serem dois órgãos separados e com autonomia, o sistema antidopagem é um só, e essa engrenagem tem que ser muito bem alinhada”, comenta André Siqueira, diretor técnico e secretário substituto da ABCD. “Vimos processos administrativos, de inteligência, de gestão, e alinhamos tudo isso”, acrescenta. 
 
Também participaram da visita a coordenadora-geral da ABCD, Adriana Taboza, a coordenadora de operações Maria Fernanda Carraca, o chefe de divisão Bruno Almeida e a analista Cíntia Csucsuly. “O LBCD é impressionante. É o único laboratório da América do Sul, um dos três únicos do Hemisfério Sul. Eles têm um pessoal altamente qualificado e fazem um trabalho magnífico”, elogia André Siqueira.  
 
O LBCD contou com um investimento de R$ 163,6 milhões do então Ministério do Esporte, recursos que foram aplicados em obras físicas, na compra de equipamentos, materiais, insumos, mobiliário e na operação do local, além de atividades realizadas durante os Jogos Rio 2016. 
  
Ascom – Ministério da Cidadania 
 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla