Ministério do Esporte Marco Antônio Júnior leva bronze nos 100m livre da Universíade 2019 e já mira Olimpíada
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações:  (61) 3217-1875E-mail:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Marco Antônio Júnior leva bronze nos 100m livre da Universíade 2019 e já mira Olimpíada

Quando trocou as provas de fundo pelas de velocidade, no ano passado, o brasileiro Marco Antônio Júnior não imaginava que em pouco tempo estaria na Universíade de Nápoles 2019, com duas medalhas na conta. Depois de conquistar uma prata para o Brasil com a equipe do revezamento 4x100m livre, Marco voltou a subir ao pódio nesta segunda (08.07), ao garantir o bronze dos 100m livre com o tempo de 48s57.

"Meu tempo foi muito bom, melhor tempo do ano", comemorou depois da prova. "Consegui pegar uma raia boa, para ficar junto com os americanos e entrei bem na final", contou o brasileiro, que ficou atrás apenas dos americanos Zachary Appel, ouro com 48s01, e Tate Jackson, prata com 48s29. "Agora, meu objetivo principal é baixar mais esse tempo para tentar ficar próximo da Olimpíada", disse Marco, já de olho nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

Marco Antônio sonha com o índice para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Foto: Saulo Cruz/CBDUMarco Antônio sonha com o índice para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Foto: Saulo Cruz/CBDU

Para chegar lá, ele conta com a ajuda de ninguém menos que Cesar Cielo, recordista mundial dos 100m livre. "Ele sempre ajuda bastante a gente. Tem um grupo nosso do revezamento e ele sempre manda conselhos para a gente. Converso sempre com ele quando o vejo em competição. Então é ele quem mais me inspira", contou.

 

Marco ainda vai nadar duas provas na Universíade 2019. O atleta de 21 anos tem compromisso nesta terça (09.07), para a disputa do revezamento 4x200m livre. E depois volta à piscina na quarta-feira (10.07), para o revezamento 4x100m medley.

» Acompanhe todas as notícias sobre a Universíade 2019 na Rede do Esporte

Com o bronze na natação, o Brasil soma agora seis medalhas na Universíade 2019. São três bronzes conquistados no judô, um bronze na ginástica artística e mais uma prata e um bronze na natação. Com isso, o Brasil está em 24º lugar no quadro de medalhas. O Japão segue líder, com 19 ouros e 42 medalhas no total.

Mais resultados

Pelo Grupo C do vôlei masculino, o Brasil entrou em quadra para enfrentar a França, e perdeu por 3 sets a 1, parciais de 21/25, 18/25, 25/21 e 22/25. Agora, a seleção soma duas derrotas – para Polônia e França - e uma vitória - sobre o Canadá. Nesta terça, a partir das 15h, o Brasil enfrenta o Irã.

No futebol feminino, o Brasil, que já tinha ficado fora das quartas de final, perdeu para o México por 2 x 0 em jogo para definir a classificação entre o 9º e o 12º lugares.

Mateus Baeta, de Nápoles, na Itália - rededoesporte.gov.br

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla