Ministério do Esporte Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte recebe aporte de R$ 20 milhões
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações:  (61) 3217-1875E-mail:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte recebe aporte de R$ 20 milhões

O Ministério da Cidadania anunciou a ampliação no número de crianças e de jovens atendidos pelo esporte educacional do Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte (PROFESP) em municípios distribuídos em todas as regiões brasileiras. O investimento de R$ 20.657.922,00 foi garantido por meio de termo de execução descentralizada para o Ministério da Defesa.

O programa Segundo Tempo/ Forças do Esporte (PROFESP) oferece atividades a crianças e adolescentes em situação de risco social, usando infraestrutura esportiva das Organizações Militares.

Foto: Francisco Medeiros/Ministério da CidadaniaFoto: Francisco Medeiros/Ministério da Cidadania

Segundo o secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (SNELIS) da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Washington Stecanela Cerqueira, a ideia do governo federal é garantir aos jovens o maior acesso aos programas sociais. “Com o investimento e, consequentemente, o aumento no número de beneficiados, esperamos que o programa melhore cada vez mais, já que a nossa intenção é primar pela eficiência”, disse.

Atualmente, a iniciativa beneficia cerca de 26 mil crianças e jovens em todo o país, com 228 polos, em 94 municípios. O investimento do governo federal é de R$ 33,7 milhões. Dos núcleos ativos, mais de 146 funcionam em organizações Militares.

Washington Cerqueira acrescenta que o governo procura aprimorar o programa. “Gostaríamos de atender a todas as crianças, porque a demanda é muito grande, mas estamos trabalhando em prol do desenvolvimento e do bem-estar delas. A ideia é aumentar o número de atendidos nos locais em funcionamento. Com esse novo formato, buscamos o aprimoramento e a contínua ascensão do programa”.

Breno Barros
Ascom - Ministério da Cidadania

 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla