Ministério do Esporte Ministro George Hilton concede ao lutador de MMA, José Aldo, o título de padrinho do programa Luta pela Cidadania
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ministro George Hilton concede ao lutador de MMA, José Aldo, o título de padrinho do programa Luta pela Cidadania

Foto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/ME
 
Nesta quarta-feira (17.02) em um encontro no escritório do Ministério do Esporte no Rio de Janeiro, o ministro George Hilton concedeu ao lutador de MMA José Aldo o título de padrinho do programa Luta pela Cidadania, uma iniciativa da pasta lançada no final de dezembro em Brasília.
 
Vinculada à Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), a parceria entre o Ministério do Esporte e um dos mais importantes atletas brasileiros da atualidade do MMA é um incremento ao principal objetivo do programa, que visa à democratização e ao acesso a lutas e artes marciais.
 
“José Aldo é um ídolo das lutas no Brasil. Por meio do MMA, ele está espalhando o desejo de praticar esporte em milhares de crianças. Mas evidentemente que precisamos focar nas áreas periféricas do país, de maior vulnerabilidade social. Tenho certeza de que ele, como padrinho, irá nos ajudar a alavancar a inclusão social. Queremos que essas crianças possam sonhar, por meio das lutas, com um futuro melhor, mais animador. O objetivo é levar cidadania”, declarou o ministro George Hilton. 
 
Após receber a honraria de ser padrinho do Programa Luta pela Cidadania, José Aldo mostrou toda a preocupação em atender ao desejo do ministro e gratidão pelo reconhecimento. “Meu sentimento é de euforia. Apadrinhar um projeto como esse me deixa muito feliz, ainda mais levando cidadania aos que mais precisam. Será muito gratificante. “Podemos passar muitas coisas boas para a molecada, mostrar que, independentemente de onde você tenha nascido e o que você faça, você pode vencer na vida. Espero que vejam em mim coisas grandiosas. Saí de projetos sociais e hoje sou um campeão mundial. Sou reconhecido no mundo inteiro por isso. Quero me tornar um espelho para eles”, disse Aldo.
 
Foto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/ME
 
Entenda o programa
O Luta pela Cidadania terá duração de dois anos, com núcleos de lutas e artes marciais. As atividades vão ocorrer em espaços públicos e privados. É voltado para crianças, mas atende também a jovens e idosos e tem ainda uma parceria com as escolas e Forças Armadas. O Ministério do Esporte vai disponibilizar recursos para aquisição do material esportivo e para pagamento dos professores, coordenadores e monitores, além de realizar o acompanhamento e a capacitação desses profissionais.
 
“Vamos tornar possível que, em cada um desses lugares, a criança possa escolher uma luta e ter toda a preparação. Vamos contratar professores e coordenares monitorados pela Snelis”, afirmou George Hilton.
 

Petronilo Oliveira, do Rio de Janeiro
Ascom – Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla