Ministério do Esporte Ministros do Esporte de Brasil e França discutem parceria para estabelecer ponte entre esporte educacional e de alto rendimento
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ministros do Esporte de Brasil e França discutem parceria para estabelecer ponte entre esporte educacional e de alto rendimento

(Roberto Castro/ME)(Roberto Castro/ME)
Uma reunião na noite de terça-feira (10.11), na sede do Ministério do Esporte da França, em Paris, selou compromisso que deve render resultados importantes para as políticas públicas de esporte no Brasil. Os ministros George Hilton e Thierry Braillard decidiram estabelecer uma parceria, com base em resultados alcançados na França, para desenvolver o esporte educacional no Brasil, conectado ao alto rendimento.
 
No encontro com o colega francês, George Hilton apresentou alguns resultados do Diagnóstico Nacional do Esporte, apresentado em abril pelo Ministério do Esporte, que revelou um número preocupante de pessoas sedentárias no Brasil: 45,9% da população não pratica atividades físicas. Na França, apenas 22% dos habitantes são sedentários.
 
“O Brasil tem um território continental, muito maior do que o da França, e um grande desafio para massificar a prática desportiva. Vamos aprender muito com os franceses, que conseguiram construir um país onde a atividade física é uma realidade”, afirmou o ministro brasileiro, que foi à reunião com Braillard acompanhado do embaixador Renan Barreto, chefe da Assessoria Internacional do Ministério do Esporte.
 
(Roberto Castro/ME)(Roberto Castro/ME)Braillard, que já havia estado com George Hilton na noite anterior, durante jantar na Câmara de Comércio Brasil-França, elogiou o projeto de nacionalização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016: “As Olimpíadas são uma oportunidade para disseminar a prática esportiva. Vemos que o Brasil está no caminho certo com a Rede Nacional de Treinamento. Podemos cooperar apresentando as ações que a França adotou para construir a ponte entre o esporte educacional e o de alto rendimento”, disse o ministro Braillard.
 
George Hilton reforçou a necessidade de o Brasil valorizar o ensino de educação física nas escolas, tema de painel da Conferência-Geral da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) do qual o ministro brasileiro participará nesta quarta-feira (11.11) em Paris. “Até os anos 1980, a prática esportiva era importante no currículo escolar brasileiro. Precisamos retomar esse conceito, colocando a escola como base do esporte. O Sistema Nacional do Esporte, que pretendo enviar ao Congresso até o fim do ano, vai enfatizar a necessidade do ensino obrigatório de educação física nas escolas.”
 
O ministro brasileiro apresentou ao colega francês ações desenvolvidas em parceria com os ministérios da Educação e da Defesa, no âmbito do Programa Segundo Tempo. “Atendemos 4 milhões de estudantes no contraturno escolar e 20 mil crianças em núcleos das Forças Armadas. Vamos ampliar esses programas”, prometeu George Hilton. Já Thierry Braillard revelou a Hilton que o governo francês detectou que 50% das crianças francesas não sabiam nadar: “A partir daí, intensificamos o ensino de natação”.
 
(Roberto Castro/ME)(Roberto Castro/ME)
 
Jogos Rio 2016
George Hilton adiantou a Thierry Braillard que pretende voltar a Paris no primeiro semestre de 2016 para divulgar os preparativos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016: “Queremos reunir atletas brasileiros e franceses para um grande evento de divulgação. Aproveito para convidar o ministro francês a ir ao Brasil durante os Jogos e conferir nosso trabalho de organização. Sabemos que a França pretende sediar as Olimpíadas de 2024 e vemos com bons olhos a candidatura de Paris”, adiantou o ministro brasileiro.
 
Braillard, que esteve no Brasil no ano passado durante a Copa do Mundo – assistiu a jogos da Seleção Francesa em Brasília e no Rio de Janeiro –, agradeceu o convite e aproveitou para elogiar jogadores brasileiros que brilharam no futebol francês: “Sou da região de Lyon e vi muitos atletas de qualidade, como Sonny Anderson, Juninho Pernambucano, Cris e Emerson”.
 
Paulo Rossi, de Paris
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla