Ministério do Esporte Projeto da Lei de Incentivo oferece lições de respeito e inclusão por meio do futebol
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Projeto da Lei de Incentivo oferece lições de respeito e inclusão por meio do futebol

Cerca de 210 crianças e jovens entre 8 e 15 anos dos estados de São Paulo e do Paraná estão descobrindo uma nova maneira de jogar um dos esportes mais populares no Brasil. Por meio do projeto Futebol de Rua pela Educação, alunos de instituições públicas de ensino aprendem duas regras básicas para disputar as partidas: a falta é proibida e o drible vale mais que o gol. A modalidade adaptada do futebol tem como objetivo possibilitar um jogo bonito e inclusivo para todos. Pelo segundo ano consecutivo, o projeto é realizado com recursos captados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

As atividades do Futebol de Rua pela Educação acontecem aos sábados em seis núcleos nas escolas: um em Curitiba, no Paraná; e cinco em São Paulo, nas cidades de Guarulhos, Guararema, Jacareí, Taubaté e na capital. Para Alceu Neto, um dos responsáveis pelo projeto, oferecer uma atividade durante o final de semana é um meio de zelar pela escola e ocupar o tempo ocioso dos jovens. "Isso faz com que a escola fique ocupada e diminui a depredação e os roubos. Além disso, as crianças e os jovens têm uma atividade esportiva para fazer no final de semana, o que os tira do risco de se expor na rua", explica ele.

Os alunos participantes do projeto são indicados pelas escolas, com o foco em atender aqueles que têm dificuldades pedagógicas (frequência nas aulas, notas, comportamento). Com o objetivo de melhorar o rendimento escolar destes estudantes, o Futebol na Escola também oferece o acompanhamento de um pedagogo e de um profissional de educação física durante as aulas. "A orientação pedagógica é parte obrigatória para todos os alunos do projeto. Queremos a inclusão social e educacional de crianças e adolescentes por meio da atividade esportiva saudável e do acompanhamento gratuito em escolas públicas", ressalta Alceu.


Núcleo feminino
Está enganado quem pensa que o programa chama a atenção apenas dos meninos. Para atender à demanda de alunas de Curitiba, foi inaugurado, juntamente com o retorno das atividades, um núcleo voltado para a prática do futebol feminino. Na escola Municipal Albert Schweitzer, 25 jovens aprendem lições de respeito, cidadania e educação, além de discutir sobre o gênero no esporte. As alunas também contam com o acompanhamento de uma pedagoga, uma professora de educação física e uma estagiária.

O projeto Futebol pela Educação é realizado desde 2006 e atendeu 125 alunos em cinco núcleos apenas no último ano. Ao final de cada ano, as escolas realizam copas internas que envolvem todos os núcleos em um evento de encerramento das atividades do projeto.


Paula Braga
Foto: Divulgação
Ascom- Ministério do Esporte

Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla