Ministério do Esporte Prefeito de Palmas diz que Jogos Mundiais Indígenas prometem ser referência internacional
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Prefeito de Palmas diz que Jogos Mundiais Indígenas prometem ser referência internacional

Foto: Paulino Menezes/MEFoto: Paulino Menezes/ME

O projeto dos 1º Jogos Mundiais Indígenas 2015, a serem realizados na cidade de Palmas (TO), de 15 a 27 de setembro, foi apresentado na manhã desta terça-feira (27.01), ao ministro do Esporte George Hilton e a Carlos Geraldo Santana de Oliveira, futuro secretário Nacional de Esporte Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha, e pelo deputado Cesar Halum (PRB/TO). Para estes, o evento promete ser uma referência das causas indígenas para o Brasil e o mundo.

“Palmas e o Brasil tornarão-se referência para os Jogos Mundiais Indígenas. A cidade tem uma população de dez mil indígenas, todos com cultura e tradições muito bem preservadas. São indígenas de sete etnias distribuídas em 82 aldeias, que conviverão com cultura indígena de 24 países”, afirmou Carlos Geraldo.

“A sinergia entre o Comitê Intertribal (ITC), a prefeitura de Palmas, o governo do estado e o Ministério do Esporte marca o início de uma nova época de um evento que pode ficar para a posteridade”, acrescentou o prefeito.

Para o deputado Cesar Halum (PRB/TO), a integração entre os quatro órgãos garantirá o sucesso dos Jogos. “Vamos trabalhar de uma forma conjunta, a cidade já está sendo preparada desde o ano passado para receber o evento, foi criado um comitê organizador, em que o Ministério do Esporte assumiu a coordenação das ações. Estou com a incumbência de ser o interlocutor entre o parlamento, portanto, os Jogos Mundiais Indígenas começam a ser mostrados para o Brasil e para o Mundo", concluiu o deputado.

Cleide Passos
Ascom – Ministério do Esporte

Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla