Ministério do Esporte Danças folclóricas e funk agitam o dia a dia do Pelc em São Luís
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Danças folclóricas e funk agitam o dia a dia do Pelc em São Luís

Fotos: DivulgaçãoFotos: DivulgaçãoA diversidade de manifestações culturais faz com que São Luís, conhecida como Ilha do Amor e capital brasileira do reggae, viva em eterno clima de festa. Há cerca de 6 meses, populações ribeirinhas do entorno do Rio Bacanga, das proximidades da foz, do encontro do rio com o mar, e de comunidades da zona rural de São José do Ribamar – uma das três cidades que formam a região metropolitana, ao lado de Paço do Lumiar e Raposa -  vivenciam a experiência pioneira de ter sua identidade reforçada por meio do Programa Esporte e Lazer da Cidade (Pelc), na vertente Povos e Comunidades Tradicionais, enquanto melhoram sua qualidade de vida.
 
“Participar da hidroginástica do Pelc è tão bom quanto ir à igreja, porque alegra o corpo e a alma festeja”, dispara, aos risos, a trabalhadora rural aposentada Filomena Sá Menezes, 68 anos, uma dos 800 beneficiados pelo convênio do Ministério do Esporte com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A parceria tem como coordenador-geral o professor Mário Sevílio, coordenadora-pedagógica Andréa Macial e coordenador de núcleo o professor Lucio Dias. Doze estudantes dos cursos de educação física, artes e teatro da universidade integram o quadro de agentes sociais.
 
O núcleo do Pelc que ela frequenta funciona na sede recreativa do Sindicato dos Professores, na localidade de Laranjal, às margens da rodovia estadual (MA-201), que liga São Luís a São José de Ribamar. A unidade beneficia 400 pessoas de todas as faixas etárias e dona Filomena, chega sempre muito disposta às aulas de terças e quintas, acompanhada da filha Maria, 45 anos, que também faz hidroginástica, e pelo neto Jessé, que pratica futebol e natação. A unidade oferece ainda vôlei, capoeira, judô e dança -  da clássica e do jazz à popular, entre elas bumba meu boi, cacuriá, tambor de crioula, dança do coco e funk. Quando ingressou nas atividades do programa, a aluna se queixava de muitas de dores nos joelhos e nos ombros. “Agora, com as atividades que faço no Pelc, estou curada”, declara.
 
A segunda unidade de atendimento do Pelc funciona no Núcleo de Esporte da UFMA, na avenida dos Portugueses, no bairro Bacanga. Os cerca de 400 contemplados são crianças, jovens, adultos e idosos, vindos de famílias remanejadas da zona rural de São Luís, dos bairros Vila Maranhão e Gapara, que foram transformados posteriormente em distrito industrial com a instalação das mineradoras Alumar e Vale. Os moradores rurais e comunidades de pescadores às margens do Porto de Itaqui integram o público-alvo de contemplados.
 
Além das atividades regulares, iniciativas como o Circuito de Esporte e Lazer Itinerante levam atividades esportivas e defesa pessoal aos estudantes beneficiados nas escolas em que eles cumprem o ensino médio e fundamental.
 
Carla Belizária
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla