Ministério do Esporte Governo nomeia novo diretor para o futebol profissional
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Governo nomeia novo diretor para o futebol profissional

Dagoberto dos Santos. Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da CidadaniaDagoberto dos Santos. Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da CidadaniaFoi empossado nesta terça-feira (18.06), o novo diretor de Futebol Profissional da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor (SNFDT), Dagoberto dos Santos. O executivo foi escolhido pelo governo para integrar o novo quadro técnico da secretaria responsável pelo desenvolvimento e promoção do esporte mais admirado pela população brasileira: o futebol. À frente da Diretoria de Futebol Profissional da SNFDT, sua principal meta será o fortalecimento do futebol como produto cultural, tornando-o ainda mais representativo dentro da indústria de entretenimento brasileira. 

Dentre os demais planos para seu mandato, Dagoberto cita a revisão e atualização do marco regulatório da categoria, o estreitamento da relação do Governo com os diversos setores deste segmento e a consolidação da indústria do futebol como produto nacional. "Nossa ideia é implementar soluções sustentáveis para o futebol profissional, analisar a necessidade de uma legislação específica para a modalidade e iniciar um programa de valorização de todos os profissionais que atuam neste meio, do atleta até o dirigente. Com isso, buscamos a melhoria do espetáculo esportivo e a permanência dos nossos craques por mais tempo nos clubes brasileiros", destaca o novo diretor.

Graduado em Administração de Empresas e com especialização em Administração Esportiva pela Fundação Getúlio Vargas, Dagoberto foi professor de cursos de graduação e especialização em Gestão do Futebol em várias instituições.

Foi no Exército Brasileiro que o novo diretor iniciou sua carreira profissional. Após concluir o Curso de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR) em primeiro lugar, permaneceu mais quatro anos na instituição como segundo tenente. Após a experiência militar, Dagoberto desenvolveu sólida carreira executiva em grandes instituições financeiras internacionais, e há cerca de 20 anos se dedica a gestão esportiva de entidades de prática e de administração do desporto.

Experiência no futebol

De 2001 a 2008, Dagoberto foi executivo do Santos Futebol Clube, tendo importante papel na reestruturação geral e profissionalização do clube, com destaque para as áreas de administração, finanças e marketing.

Além encerrar um longo jejum de títulos, o clube também registrou nesse período uma significativa valorização da sua marca e um expressivo crescimento do seu patrimônio. Graças a estes fatores, o Santos FC pode construir novos centros de treinamento, modernizou seu estádio e ganhou reconhecimento de suas categorias de base, com a revelação de grandes jogadores. Até hoje, o clube santista é uma referência internacional na formação de novos talentos.

Entre 2008 e 2011, Dagoberto ocupou o cargo de Secretário Executivo da União dos Grandes Clubes do Futebol Brasileiro, o Clube dos Treze, onde atuou na interlocução junto ao Congresso Nacional para aprovação de alterações legislativas relevantes para o aperfeiçoamento da Lei Pelé.

Ainda em 2011, Dagoberto foi contratado como CEO do Clube Athletico Paranaense, onde permaneceu até 2013. Neste período, também acumulou a posição de diretor de futebol e conduziu o processo de transição que culminou com a classificação do time para a Série A do Campeonato Brasileiro e o retorno da equipe à Copa Libertadores da América. Também participou da modernização da Arena da Baixada para a Copa do Mundo de 2004, quando o estádio abrigou os jogos da principal competição de seleções do mundo.

De volta ao Santos FC em 2015, o dirigente atuou como superintendente de esportes, onde liderou um grande projeto de reestruturação e padronização de todas as categorias do clube, da base até o profissional. Sob seu comando, o Santos FC apresentou o melhor custo benefício do futebol brasileiro de 2015 a 2017, sendo bicampeão paulista, vice da Copa do Brasil de 2016, vice-campeão brasileiro em 2016 e terceiro lugar em 2017, conquistando por dois anos seguidos vagas na Libertadores da América na fase de grupos.

Esta não é a primeira vez que Dagoberto contribui para o futebol dentro Governo Federal. Entre 2003 e 2006, o executivo atuou como membro nomeado da Comissão de Futebol e Marketing Desportivo, do então Ministério do Esporte. Durante este período, contribuiu para o aperfeiçoamento da Lei Pelé e a criação da Timemania, loteria criada para equacionar os débitos de tributos federais dos clubes brasileiros.

Adalberto Scigliano - Ministério da Cidadania

  

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla