Ministério do Esporte Ministério da Cidadania leva apoio e solidariedade a vítimas de incêndio no CT do Flamengo
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ministério da Cidadania leva apoio e solidariedade a vítimas de incêndio no CT do Flamengo

Secretário Marco Aurélio Vieira com o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim (Foto: Paulo Rossi/Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania)Secretário Marco Aurélio Vieira com o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim (Foto: Paulo Rossi/Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania)
 
Menos de 48 horas depois da destruição e das mortes causadas por um temporal, o Rio de Janeiro viveu nesta sexta-feira (08.02) uma nova tragédia, que desta vez atingiu o clube de futebol mais popular do país. Um incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste da cidade, tirou a vida de 10 jovens de 14 a 16 anos, jogadores das categorias de base do Flamengo que moravam no alojamento do CT. Numa demonstração de apoio e solidariedade do governo federal, o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Vieira, viajou para o Rio de Janeiro no início da tarde. Ele visitou atletas feridos e participou de reuniões com o governador do estado, Wilson Witzel, e com o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim.
 
“Estou aqui para trazer a solidariedade do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Cidadania, Osmar Terra, e da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Temos que garantir total apoio às famílias das vítimas e ao tratamento dos feridos, além de apurar as causas do incêndio”, disse o secretário Marco Aurélio no encontro com o presidente Rodolfo Landim. “Estamos todos consternados. É a maior tragédia da história do Flamengo”, lamentou o dirigente rubro-negro, que instalou uma espécie de gabinete de crise na sede do clube, na Gávea. Secretário visita atletas feridos no Hospital Vitória (Foto: Paulo Rossi/Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania)Secretário visita atletas feridos no Hospital Vitória (Foto: Paulo Rossi/Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania)
 
Marco Aurélio Vieira visitou dois adolescentes internados no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca. Cauan Emanuel Nunes, de 14 anos, e Francisco Dyogo Alves, 15, migraram do Ceará para o Rio de Janeiro em busca do sonho de se transformarem em craques do Flamengo. Os dois inalaram muita fumaça, sofreram escoriações e estão em observação, mas conscientes. Eles contaram ao secretário como escaparam do dormitório em chamas após quebrarem janelas. “Todos me chamam de Fortaleza porque sou cearense. Completo 15 anos no próximo dia 25 de fevereiro”, ressaltou Cauan, que se lembra de tudo muito escuro quando o incêndio começou. “Estávamos dormindo. Eram umas quatro e pouco da manhã.”
 
O secretário especial do Esporte ouviu informações do médico do Flamengo, Márcio Tannure, do diretor executivo do Hospital Vitória, Max Leventhal, e do cardiologista Fernando Bassan sobre as condições de Cauan e Dyogo, que se recuperam bem. Em situação mais grave, com fortes queimaduras, Jhonata Ventura, 15 anos, está internado na UTI do Hospital Pedro II, referência no tratamento de queimados.
 
Condições do esporte de base
Durante o encontro com o governador Wilson Witzel, no Palácio Guanabara, o secretário Marco Aurélio Vieira revelou que havia conversado com a ministra Damares Alves, dias atrás, justamente sobre a estrutura de trabalho das pessoas que se envolvem com o esporte de base no Brasil. “Ela concordou com uma ideia nossa de elaborar, dentro do conceito de cidadania e de direitos humanos, um caderno técnico, de orientação, em que devemos elencar as condições adequadas de trabalho de todos os envolvidos com o treinamento no desporto estudantil e de base”, informou o secretário. Wilson Witzel e Marco Aurélio Vieira se reuniram no Palácio Guanabara (Foto: Paulo Rossi/Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania)Wilson Witzel e Marco Aurélio Vieira se reuniram no Palácio Guanabara (Foto: Paulo Rossi/Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania)
 
“O caderno deverá incluir recomendações para que os atletas e os demais envolvidos, como técnicos, preparadores físicos, nutricionistas, tenham instalações e condições adequadas de treinamento. O objetivo é incluir alertas e procedimentos preventivos quanto a problemas de assédio moral e sexual, situação trabalhista, trabalho escravo e discriminação de qualquer natureza”, prosseguiu Marco Aurélio Vieira.
 
O governador Wilson Witzel destacou que o Poder Público está trabalhando para garantir total apoio às vítimas e seus familiares, ao mesmo tempo em que apura as causas do incêndio e possíveis responsáveis: “O Rio de Janeiro não pode continuar sofrendo com tragédias como essa”.
 
Paulo Rossi, do Rio de Janeiro
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla