Ministério do Esporte Representantes de prefeituras e confederações participam de workshop técnico sobre os Centros de Iniciação ao Esporte
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Representantes de prefeituras e confederações participam de workshop técnico sobre os Centros de Iniciação ao Esporte

Maior projeto de legado de infraestrutura dos Jogos Rio 2016, os Centros de Iniciação ao Esporte (CIE) foram tema de um workshop técnico promovido nesta quinta-feira (05.07) no Ministério do Esporte. Com a participação de representantes de mais de 70 prefeituras e de confederações, o encontro debateu experiências de gestão e o acompanhamento de obras.

“Nosso objetivo é melhorar os resultados do programa e da política pública, e trabalhamos em três linhas temáticas: informações do projeto para novos gestores, acompanhamento de obra pública, visando à conformidade da construção, e gestão de instalações esportivas, que é nosso maior foco”, explica Débora Caldeira, engenheira do Departamento de Infraestrutura de Esporte.

Os CIEs contam com 136 contratos ativos em 134 municípios, de todas as regiões do país (Salvador e Curitiba têm dois cada). O valor total de repasse do Ministério do Esporte soma R$ 486,5 milhões. A estrutura permite a prática de até 13 modalidades olímpicas, seis paralímpicas e uma não-olímpica (futsal).

Até o momento, oito centros foram inaugurados no país: Franco da Rocha, Uberaba, Maringá, Arapongas, Rio Branco, Petrópolis, Barueri e Santana de Parnaíba. As unidades de Cruzeiro do Sul, Uberlândia, Itapetininga, Teresina e Itapevi serão entregues ainda neste ano.

Outro centro que está sendo finalizado é o de Canoas (RS). “Estamos incluindo o CIE em um projeto maior, chamado Talentos do Esporte. Dividimos a cidade em dois ginásios. O Centro Olímpico Municipal vai receber os principais esportes coletivos, e o CIE vai ser voltado a modalidades individuais. O CIE será de ginástica, mas a prefeitura, por iniciativa própria, vai construir outros dois equipamentos na mesma área: um de lutas e uma piscina”, conta Roberto Tietz, secretário de esporte e lazer de Canoas, que ministrou uma palestra no workshop.

Foto: Francisco Medeiros/MEFoto: Francisco Medeiros/ME

Para Roberto Tietz (foto), o encontro tem o objetivo de promover uma reflexão que vai além da capacidade que o projeto tem de detectar novos talentos. “Apesar de, neste momento, o CIE estar muito voltado para a questão técnica da obra e do planejamento, ele faz também uma reflexão sobre o alto rendimento, a promoção, a descoberta de talentos. Essa reflexão começa com a base, mas precisa ganhar repercussão ainda mais adiante, que é o alto rendimento como um todo”, acredita. 

“As prefeituras precisam continuar promovendo o alto rendimento para esses talentos. Não é só descobrir, mas incentivar e promover, fazer com que ele vire realmente um atleta. Para isso, precisamos refletir um pouco mais, sobre como podemos fazer com que não seja apenas um ginásio de iniciação, mas que, juntos, saibamos como encontrar o caminho para que a gente tenha atletas adultos representando o país”, destaca o secretário.

Ana Cláudia Felizola – Ministério do Esporte 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla