Ministério do Esporte Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, Iate Clube de Santa Catarina promove regata de vela oceânica
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, Iate Clube de Santa Catarina promove regata de vela oceânica

O Iate Clube de Santa Catarina começou nesta quinta-feira (01.02) as atividades esportivas náuticas. O projeto Calendário Náutico 2017/2018, em Florianópolis, é promovido por meio de recursos captados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Na quinta fase da iniciativa, o projeto mantém uma estrutura técnica para a classe de vela optimist, ampliando a escola de vela, além de fomentar a iniciação da modalidade com o trabalho de cinco professores.

Em 2017, o clube promoveu 21 eventos de vela e cinco de pesca esportiva. Com o projeto, a agremiação estruturou uma temporada inteira de competições estaduais (válidas como campeonato estadual junto a Federação de Iatismo de Santa Catarina – FEISC) com estrutura de arbitragem, manutenção de equipamentos, boias para regatas, troféus e medalhas para premiação, coletes salva vidas, sonorização e uniformização dos atletas participantes do projeto.

Principal competição de vela oceânica do sul do Brasil, a 29ª edição do Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina começou nesta quinta-feira (01.02) com as regatas de percurso para todas as classes na raia de Jurerê, em Florianópolis. Os veleiros das classes ORC e IRC percorreram 42 milhas náuticas, enquanto os barcos das categorias RGS e HP-25 fizeram o percurso intermediário, 25 milhas, e os veleiros das classes Bico de Proa, RGS Cruzeiro e Multicascos cumprira m a distância de 21 milhas náuticas.

A largada do primeiro dia ocorreu às 11h com vento do quadrante sul/sudeste soprando de forma moderada, entre 8-10 nós. Desde o início, o Itajaí Sailing Team mostrou que era um dos favoritos e com uma ótima largada começou a abrir frente aos adversários. “O dia foi fantástico. Conseguimos largar muito bem e conseguimos chegar na Ilha do Francês antes da calmaria de vento. Lá fora (Ingleses e Santinho) tinha bastante vento e a nossa velejada foi incrível. A tripulação está de parabéns”, comemorou Marcelo Gusmão, comandante do Itajaí Sailing Team.

O primeiro lugar entre todas as embarcações das classes ORC e IRC rendeu ao Itajaí Sailing Team o Troféu Fita Azul, dado ao veleiro que cruza a linha de chegada à frente dos demais. Na classe IRC, o Itajaí Sailing Team foi o vencedor seguido por Zeus Team e Mahalo, segundo e terceiro colocados, respectivamente. Já na ORC, o carioca Ângela Star VI foi o melhor após o tempo corrigido, seguido por Stand By Me e Catuana Kim.

Já na regata com 25 milhas, destinada as classes HPE-25 e BRA-RGS, Força 12 foi o primeiro a cruzar a linha de chegada. Comandados por Arno Juk, a embarcação da classe HPE-25 fez uma regata bastante consistente e teve como diferencial o entrosamento da tripulação. “Nossa tripulação fez uma ótima regata. Todos conhecem muito bem o barco e esse entrosamento foi fundamental para o bom desempenho”, comemorou Arno. Ainda pela HPE-25, o Arretado ficou na segunda posição. Já na classe RGS, o Caulimaran fo i o vencedor da regata seguido por Gaivota e Maná.

A primeira competição foi marcada pela presença do medalhista olímpico Paulão, capitão da seleção brasileira de vôlei medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1992, no veleiro Catuana Kim. Convidado pelo comandante Leonardo Back para fazer parte da tripulação, Paulão teve a oportunidade de velejar em um barco de oceano pela primeira vez.

“Foi uma experiência fantástica poder participar de uma regata. Recomendo para todo mundo que puder ter essa oportunidade. O trabalho em equipe na vela é bem parecido com o vôlei e ver a dinâmica da equipe de perto é muito especial. Gostei muito da oportunidade e espero poder velejar mais vezes”, comentou Paulão.

Nessa sexta-feira a previsão é de duas regatas barla-sota para as classes IRC, ORC, C30, HPE-25 e BRA-RGS e de regatas de percurso para as classes Multicascos, Bico de Proa e Rgs Cruzeiro.

Fonte: Iate Clube de Santa Catarina
 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla