Ministério do Esporte Com ênfase no esporte como desenvolvimento social, Governo Federal lança programa de combate à violência no Rio
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Com ênfase no esporte como desenvolvimento social, Governo Federal lança programa de combate à violência no Rio

O Governo Federal lançou, nesta segunda-feira (13.11), o Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro, com a expectativa de atender cerca de 50 mil crianças e adolescentes da capital do estado. Com investimento total de R$ 157 milhões, a meta é estimular a participação de jovens em atividades esportivas, culturais e de tecnologia para prevenir a violência nas áreas do Complexo do Lins de Vasconcelos, Complexo do Alemão, Complexo da Penha, Complexo da Maré, Chapadão/Pedreira, Cidade de Deus e Vila Kennedy, Rocinha, Baixada Fluminense e Complexo do Salgueiro (São Gonçalo).

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o programa conta com ações dos ministérios do Esporte, da Defesa, da Educação, da Justiça, dos Direitos Humanos, da Cultura, da Saúde e da Secretaria Nacional da Juventude.

O presidente Michel Temer, a primeira-dama, Marcela Temer, e o governador Luiz Fernando Pezão, posam para foto com crianças e adolescentes durante lançamento do Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro. Foto: Marcos Corrêa/PRO presidente Michel Temer, a primeira-dama, Marcela Temer, e o governador Luiz Fernando Pezão, posam para foto com crianças e adolescentes durante lançamento do Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro. Foto: Marcos Corrêa/PR

“A palavra-chave de hoje é integração, porque o que se verifica aqui é uma cooperação entre o governo federal, o governo do estado e a prefeitura do Rio. O Brasil e o Rio querem paz, querem unidade”, afirmou o presidente da República, Michel Temer, em discurso para crianças e jovens que participam do programa Forças no Esporte, parceria entre os ministérios da Defesa e do Esporte.

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, destacou que a prática esportiva é uma das principais ferramentas de transformação de jovens. “Hoje, essa cerimônia permite marcar a parceria de sucesso do Ministério do Esporte com as Forças Armadas, com um exemplo especial, que é programa Forças no Esporte. O CEFAN é um templo na formação de atletas no Brasil. Vamos participar desse programa novo aumentando o número de núcleos esportivos, sobretudo no Esporte e Cidadania para Todos”, disse Picciani. “Temos certeza de que os bons valores do esporte – principalmente união, jogo limpo e perseverança – contribuirão muito para uma vida melhor e com mais paz aos cariocas”, acrescentou.

A adolescente Hanlley Sousa Ribeiro é um exemplo real do trabalho de formação de atletas. “Represento todas as crianças e adolescentes que fazem parte do Forças no Esporte, onde estou desde 2014. Hoje, posso aproveitar a estrutura do legado olímpico para me aperfeiçoar no atletismo, modalidade que escolhi depois de conhecer várias outras. Algumas dessas crianças já compõem as seleções brasileiras de levantamento de peso e de lutas associadas”, disse Hanlley, sob muitos aplausos.

“Vamos dar oportunidade aos jovens que estão nessas áreas de risco para mostrar que um outro mundo é possível, fora da violência do crime organizado. Vamos apoiá-los para que possam desenvolver suas potencialidades e construir uma perspectiva de vida melhor”, afirmou o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra.

A cerimônia de lançamento do programa foi realizada no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN) e também contou com as presenças dos ministros da Justiça, Torquato Jardim, dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, e da Cultura, Sérgio Sá Leitão; além do almirante Ilques Barbosa Junior, representando o Ministério da Defesa; do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão; e do prefeito da cidade, Marcelo Crivella.

O Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro tem investimento total de R$ 157 milhões. Foto: Marcos Corrêa/PRO Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro tem investimento total de R$ 157 milhões. Foto: Marcos Corrêa/PR

Ações no âmbito do Ministério do Esporte

Será ampliado o programa Esporte e Cidadania para Todos, que tem por objetivo democratizar o acesso ao esporte a crianças, adolescentes e jovens, na faixa etária de 6 a 21 anos, que se encontram em situação de vulnerabilidade social ou cumprem medidas socioeducativas em Unidades de Internação do Estado do Rio de Janeiro.

Dentro do programa, está incluído o projeto Brincando com Esporte, executado nas férias escolares, com recursos específicos para aquisição de material esportivo e pedagógico, uniforme, contratação de recursos humanos para condução das atividades, além de coordenação, alimentação, transporte e divulgação.

O Esporte e Cidadania para Todos e o Brincando com Esporte desenvolvem modalidades de múltiplas vivências esportivas e artes marciais, priorizando atividades já praticadas nas regiões. O programa tem como objetivo a redução da violência, a criação de hábitos saudáveis, a inclusão social e a ampliação do conceito de cidadania.

As modalidades serão orientadas por professores e contarão com o auxílio de agentes comunitários, a partir de fundamentação pedagógica, subsidiada por processo de capacitação e material didático.

“O programa é fundamental para o desenvolvimento social e para a segurança pública do estado do Rio de Janeiro. Mas, acima de tudo, é fundamental para milhares de jovens. Disputaremos a mente de cada um deles com o tráfico de drogas, a criminalidade e o trabalho infantil, e apontaremos o caminho do estudo, do esporte e do crescimento pessoal”, afirma o secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Leandro Cruz.

A meta é implementar até 160 núcleos dos projetos do Ministério do Esporte, atendendo diretamente mais de 44 mil crianças e jovens, com a oferta de atividades físicas e esportivas, bem como danças, jogos e práticas culturais.

Leia também:
» Governo federal lança programa de combate à violência no Rio de Janeiro

Do Rio de Janeiro, Abelardo Mendes Jr, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social
 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla