Ministério do Esporte Centro de Formação Olímpica do Nordeste - Fortaleza (CE)
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Centro de Formação Olímpica do Nordeste - Fortaleza (CE)

Foto: Washington Alves/Exemplus COBFoto: Washington Alves/Exemplus COB

Fortaleza terá uma das estruturas mais modernas do mundo para treinamentos e competições de 26 modalidades olímpicas e paralímpicas, além de futsal, caratê e skate. O Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO) já atraiu equipes estrangeiras que usarão o equipamento para o período de aclimatação antes das disputas por medalhas nos Jogos Rio 2016.

As atividades do CFO contemplarão os atletas da base ao alto rendimento, em uma área total de 86 mil m², sendo mais de 45 mil m² de área construída. O equipamento fica em frente à Arena Castelão, palco de seis jogos da Copa do Mundo de 2014, e é interligado ao estádio por uma passarela.

Foto: Washington Alves/ Exemplus COBFoto: Washington Alves/ Exemplus COB

O complexo conta com o maior ginásio multiuso climatizado do Brasil, com cadeiras retráteis e capacidade para até 21 mil pessoas em eventos culturais e 17,1 mil espectadores sentados. O espaço tem ainda quadras, salas para lutas, piscinas olímpicas e de saltos ornamentais, pista de atletismo, campo de futebol, pistas de skate e BMX, quadras de vôlei de praia e de tênis de saibro. Além disso, há academia, refeitório, cozinha industrial, vestiários, biblioteca, consultórios médicos, camarotes, bares, salão multiuso, praça de alimentação e hotel para até 248 atletas.

O governo federal incluiu o CFO no PAC 2 e no Plano Brasil Medalhas, que destina recursos para construção e reforma de centros de treinamento em diversos estados. O financiamento é conjunto, dos governos federal e estadual. A União aportou R$ 207 milhões, enquanto o estado do Ceará investiu R$ 19,8 milhões, totalizando R$ 226,8 milhões.

As 26 modalidades olímpicas e paralímpicas são: atletismo, natação, badminton, nado sincronizado, basquete, pentatlo moderno, boxe, rúgbi, ciclismo, tênis, handebol, taekwondo, esgrima, tênis de mesa, futebol, tiro com arco, ginástica, triatlo, levantamento de peso, voleibol, hóquei sobre a grama, vôlei de praia, judô, polo aquático, lutas e saltos ornamentais.

Fotos: Saulo Cruz (acima) e Washington Alves (abaixo) / Exemplus COBFotos: Saulo Cruz (acima) e Washington Alves (abaixo) / Exemplus COB

Sustentabilidade

O Centro de Formação Olímpica está em busca da certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED). Para isso, adotou alguns modelos de cuidados com o meio ambiente e sustentabilidade, como o fechamento do canteiro de obras por tapumes que impedem que poeira e sedimentos sejam levados às ruas. Próximo ao prédio principal há um reservatório para a captação de água da chuva, com capacidade de 628 m³, que irá abastecer as áreas paisagísticas e os banheiros, representando uma economia de 50% no uso de água.

Outras ações dizem respeito ao consumo de energia, que terá uma redução mínima de 10% ao ano com a utilização de equipamentos de iluminação e condicionadores de ar mais econômicos e com automação programada, além da instalação de placas solares. Já os materiais orgânicos do solo serão reaproveitados nas áreas verdes.

 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla